A apresentação das tendências para a hoteleria pela já conhecida publicação Panorama da Hotelaria Sul Americana é leitura obrigatória para quem acompanha o mercado. Em 2018, a publicação foi muito mais otimista quando o cenário abordou a situação do Brasil.

MEDIDAS QUE FARÃO O TURISMO E A HOTELARIA ALAVANCAR E A ECONOMIA

Com retomada da economia, que apresentou indícios de melhoria em 2017 (PIB em crescimento), aliada a medidas como a emissão de visto eletrônico, a tendência é que a demanda por lazer cresça exponencialmente no país.

tendências para a hotelaria

 

A procura por opções de lazer nacionais se deve a dois fatores:

  • Alta do dólar
  • Restauração do poder de compra da população

Tais fatores também alavancaram o aumento de 20% na demanda por resorts no país nos últimos 4 anos.

AUMENTO NA DIÁRIA MÉDIA E NA TAXA DE OCUPAÇÃO

Com a retomada das ocupações em empreendimentos hoteleiros ocorrida em 2017, este ano é momento para voltar a aumentar a diária gradativamente. As únicas capitais que não tiverem aumento de ocupação foram Rio de Janeiro e Porto Alegre.

Cada vez mais estrangeiros chegam ao país por conta do aumento do dólar e desvalorização da moeda local.

 

Em São Paulo, este aumento, dentre as tendências para a hoteleria, acontecerá por volta do 2º semestre do ano, graças ao aumento da demanda corporativa, das constantes feiras de negócios e demais eventos.

O mercado encontrou espaço para se desenvolver na capital paulista, não é à toa que redes internacionais do segmento de luxo estão chegando à cidade para juntar-se ao Palácio Tangará. Um Four Seasons, e mais adiante, um hotel Rosewood têm a prospecção de vir para a cidade.

Fonte: Panorama da Hotelaria Sul-Americana 2017/2018 – HVS South America

Comentários

Comentário(s)