Uma das novas tendências que já vem tomando conta do mercado é o marketing em tempo real bem como o fornecimento de conteúdo. O marketing em tempo real deve acontecer em uma base regular (site ou blog corporativo) e incorporar o conteúdo gerado para hóspedes, especialmente através das mídias sociais. Este deve ser um componente crucial do mix marketing.

Devemos pensar na página do Facebook como uma segunda opção de site onde os hóspedes podem entrar em contato com funcionários do hotel e fazer reservas. Hoje já existem aplicativos e empresas especializadas em fazer marketing digital que buscam automaticamente na página no hotel novas informações a fim de disseminá-las. Páginas do Facebook também precisam tirar proveito dos aplicativos personalizados que destacam um hotel, suas características e charme. Seja uma rede social ou outra mídia social, os clientes devem ser capazes de entrar em contato com o hotel, e receber uma resposta em tempo hábil.

Campanhas em vídeo nas mídias sociais, quando feitas corretamente, já provaram ser um artifício muito bem sucedido para hoteleiros que buscam engajar hóspedes. Hoje, há um site onde a marca aumenta sua credibilidade e ganha novos clientes através de seus hóspedes.

O Flip.to envolve os futuros hóspedes em conversas nas mídias sociais e permite que ao hotéis se conectem com os clientes a partir do momento que eles fazem uma reserva e criem uma experiência única desde a chegada. Ao se conectar com o hotel, os hóspedes podem compartilhar com seus amigos e familiares sobre sua viagem. Flip.to cria uma experiência personalizada para suas conexões de mídia social que pode gerar futuras reservas. Por fim, os dias de “walk-in” reservas estão diminuindo. Com os aplicativos móveis, tais como ‘Hotel Tonight’ e outros, os hóspedes raramente vão ao hotel perguntar sobre a disponibilidade de quarto. Em vez disso, eles acessam aplicativos e sites, por isso lembre-se, “dispositivos móveis são o novo walk-in” …

No Brasil muito se tem investido em comunicação via redes sociais, em 2014 foram investidos 2,8 bilhões em redes sociais segundo a AIB Brasil (Interactive Advertising Bureau). Espera-se que esses investimentos cresçam em 2015.

Comentários

Comentário(s)